ALEGRIA

Anda que falta o brilho do sol
A alegria é a coroa da vida
A pedra de o tom brilhante
Para anunciar um reno
Que abre portas pra vida
Para unir o ouro, unir o barro
Na maior sabedoria da sabedoria
Da onipotência da arte divina
Que une o corpo a alma
Nunca perfeita combinação
Que para unir a alegria a vida
É questão de decisão

A natureza

Confesso que parece um milagre ou enigma
Milagre pelo seu significado de vida,
Um enigma pelo que se revela
Porque sem o brilho do ouro ou do espelho,
Nos ofusca pelos encantos das cores
Há de ser sempre um tesouro
Que estão repartidos por toda terra
Para encantar os homens
Alargar imensamente a grandeza do mundo.

Autor: José Batista

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *